domingo, 23 de maio de 2010

Meus velhos tempos

Eu sou filha de um pobre barqueiro
Desde cedo criada a amar
As coisas mais belas da vida
Como apreciar o luar
Fui remando e remando e gostando
Do balanço das ondas do mar
O meu teto era proa de um barco
Com estrelas em cima a brilhar.

6 comentários:

  1. Primaaa! AMEEEI seu post... to te seguiiindO

    ResponderExcluir
  2. Valew prima.^^ seguirei tu tb.

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo, parabéns poetisa. Bjs

    ResponderExcluir
  4. tu ja faz parte da comunidade 8D

    o/
    ha! eu fiz o coment viu :p
    duashudhausds
    mas os poemas estao legais /s ^^

    ResponderExcluir
  5. vc tb faz parte da comunidade AUHAUA + vc ja sabe disso tks Ari.... Obrigada Regina ^^

    ResponderExcluir
  6. Ficou muito simplista mais de uma forma agradavel para ler
    ^^
    muito boa

    ResponderExcluir