domingo, 20 de junho de 2010

O Salto


Do alto do precipício,
Sentiu que voava.
Com seus pés a caminhar no infinito.
Rapidamente provou do calafrio em sua espinha
E gostou do que sentiu.
Pela primeira vez estava no controle.
Afagando o ar a sua volta,
Estranhamente sentiu braços serenos sobre si
Constante e tranqüilo não teve medo.
Em nenhum momento.

6 comentários:

  1. Oiee, eu gostei do seu blog, de uma passadinha no meu: http://xxx-pink-xxx.blogspot.com/
    Se gostar do blog, segue ? Please.

    Bjox.

    ResponderExcluir
  2. ja roubei seus texto pra minha coleção
    :D
    BONS POSTS
    BOAS IMAGENS
    CURTI!

    ResponderExcluir
  3. Tão bom caminhar sem amarras. E voar...



    tão bonito aqui!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Muito bom...e a imagem mostrou mt bem que acontece nas suas palavras

    ResponderExcluir